Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Descubra as diferenças entre dropshipping e marketplace

Os dois conceitos são muito comuns no e-commerce. Entenda de vez quais são as diferenças e benefícios de cada um deles!
Mulher sorridente abrindo uma caixa

Não é nenhuma novidade que o e-commerce é um mercado em ascensão no Brasil. Esse segmento está em constante evolução, assim como suas modalidades de vendas. Dentre tantas possibilidades que esse universo oferece, o dropshipping e o marketplace são opções que se destacam como soluções para quem quer vender on-line.

Apesar das semelhanças, as estratégias são diferentes, cada uma com suas características e desafios. Mas ambas podem ser boas oportunidades para desenvolver negócios lucrativos na internet, basta saber qual é a melhor alternativa para seu cenário.

 

Qual a diferença entre dropshipping e marketplace?

O que aproxima esse os dois modelos de negócio é a intermediação na hora da venda.

No caso do dropshipping, há um modelo de vendas sem estoques. Ou seja, é uma união entre bons fornecedores e clientes, deixando ao encargo do lojista – o intermediador – funções como marketing, curadoria dos produtos, atendimento e vendas. 

Já no marketplace, existe uma plataforma onde o vendedor cadastra os seus produtos para comercialização. Eles funcionam como uma espécie de vitrine para que as lojas aproveitem a visibilidade do intermediador para alcançar um público maior e, assim, vender mais. 

Quer mais detalhes? Entenda melhor sobre cada um desses modelos e suas vantagens a seguir!

 

Dropshipping: uma possibilidade de vender sem estoque

Essa modalidade de comércio permite que o empreendedor faça vendas sem contar com estoque próprio. Desse modo, o fornecedor é o responsável por gerenciar os produtos, cuidar do armazenamento e fazer o envio das encomendas. 

O vendedor tem a responsabilidade de organizar o catálogo em uma plataforma de vendas, fazer a divulgação dos itens e da loja virtual, atender os clientes e prestar o suporte – ou seja, realizar as vendas, cobrar e solicitar o envio de produtos ao fornecedor. 

 

Vantagens e desafios do dropshipping

Entre as vantagens dessa estratégia, estão:

  • baixo investimento inicial, pois não é preciso fazer um estoque para girar as vendas;
  • não exige grandes custos com estoque ou espaço físico;
  • otimização dos gastos com transporte, pois o envio fica por conta do fornecedor;
  • possibilidade de grande variedade de produtos no portfólio.

 

Entre os principais desafios de optar pelo dropshipping estão:

  • menor controle em relação à agilidade do envio da mercadoria;
  • possibilidade de prejuízos em casos de devoluções;
  • estar sujeito a atrasos e problemas com as entregas e qualidade das mercadorias.

Marketplace: oportunidade de vender com maior alcance

A analogia mais conhecida é pensar no marketplace como uma espécie de shopping center online: ele reúne diversas marcas e lojas e, por isso, atrai diversos consumidores que estão em busca dos mais variados itens.

O lojista pode disponibilizar seus produtos para que estejam exibidos nas vitrines dos marketplaces, aumentando suas vendas. Ao invés de pagar um aluguel, como no caso dos shoppings, os vendedores costumam arcar com uma espécie de comissão para o marketplace com base nas suas vendas. 

 

Vantagens e desafios do marketplace

Entre os principais benefícios desse modelo estão:

  • zero investimento na criação e manutenção da plataforma de vendas;
  • facilidade para começar a vender;
  • maior alcance de público e visitantes;
  • diminuição da necessidade de investimento em mídia paga para atração de clientes;
  • autonomia aos vendedores;
  • a plataforma garante mais visibilidade e credibilidade ao lojista.

Conheça os desafios do marketplace:

  • a entrega dos produtos geralmente fica por conta do vendedor;
  • pagamento de taxas, comissões ou porcentagens;
  • não há grandes possibilidades de customização;
  • preocupação com a segurança;
  • escolher uma boa plataforma parceira.


As melhores estratégias para o seu negócio 

Como você viu, antes de optar por um dos dois modelos de vendas, é importante pesquisar e analisar com atenção para encontrar a melhor alternativa na hora de vender. Mas, sem dúvidas, ambas modalidades podem trazer resultados muito promissores para quem quer iniciar um novo negócio ou expandir suas atividades.

 

venda com dropshipping - dropshipping com mercado pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados