Skip to content
Entre Crie sua conta

Diga sim para conquistar seus objetivos
Dicas sobre como organizar seu dinheiro, sair do vermelho, fazer seu dinheiro render e entender o mercado.

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para crescer como empreendedor
Conteúdos práticos sobre como organizar as finanças do seu negócio, começar a empreender, administrar seu negócio e vender mais

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para expandir sua empresa
Conhecimento sobre como impulsionar suas vendas, gerenciar e expandir sua empresa e insights de mercado

Acesse

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada
Conteúdos sobre conta grátis, crédito, venda online e física, Pix e tutoriais Mercado Pago

Acesse

Conheça a biblioteca

Giro de estoque: o que é e como afeta a gestão da sua empresa

Entenda como o indicador é estratégico para trazer os melhores resultados para o seu negócio
Mulheres  em um escritório conferindo pedidos no estoque

Acompanhar o giro de estoque ajuda na gestão e organização do seu negócio, visando lucros, otimizando processos e trazendo a possibilidade de reduzir custos. Por isso, ele acaba sendo um indicador relevante para avaliar a saúde financeira da sua empresa como um todo. 

Seja em uma indústria ou comércio, não importa o seu segmento, saber como controlar e analisar o ritmo de compra e vendas do seu negócio vai melhorar a administração da sua empresa. Para aproveitar todas as vantagens, veja agora tudo o que você precisa saber sobre giro de estoque. 

 

 

O que é giro de estoque? 

Como o nome sugere, o giro de estoque é um parâmetro usado para mensurar o desempenho do estoque de uma empresa. Ele ajuda a controlar melhor quais produtos estão armazenados e qual a quantidade vendida dentro de um determinado período de tempo. Tudo isso serve como um direcionamento para calcular melhor os custos e lucros da empresa. 

Ou seja, essas análises permitem identificar o número de vezes em que acontece a rotatividade ou, então, o tempo médio que os itens costumam ficar parados. Com essas informações, você pode avaliar a sua realidade de forma mais assertiva, criando estratégias que vão ajudar a otimizar processos, principalmente para melhorar o abastecimento dos itens.

 

 

Como calcular o giro de estoque? 

O cálculo do giro de estoque é simples, mas não se esqueça de considerar outras variáveis, como número total de produtos vendidos e o volume médio no estoque. Lembrando que todos os valores devem estar dentro de um mesmo período de análise. 

A seguir, confira a fórmula e alguns exemplos do passo a passo do cálculo: 

Total de vendas / volume médio de estoque = Giro de estoque

 

Na prática, funciona assim: 

seta2 Vendas totais: 2.000 unidades ao ano
seta2 Estoque médio: 200 unidades
seta2 Cálculo: 2.000/200 = 10 giros ao ano

 

Para quem trabalha com a venda de produtos variados, o ideal é fazer o cálculo tendo como base os valores de compra com o fornecedor, não o valor de venda final. Exemplo: 

seta2 Estoque: R$ 10.000
seta2 Volume de vendas ao ano: R$ 50.000
seta2 Cálculo: 50.000/10.000 = 5 giros por ano

 

Além de tudo isso, também existe uma forma de calcular o índice de giro de estoque para conhecer o tempo médio de reposição: 

seta2 Número de dias no ano: 365
seta2 Quantidade de giros: 10
seta2 Cálculo: 365/10 = 36 dias

 

Logo, o tempo médio para reposição do estoque é de 36 dias. 

Conhecendo esses números, o gestor poderá entender a rotatividade dos produtos, criar alternativas para evitar que os itens fiquem parados no estoque e também procurar soluções para diminuir o custo do armazenamento. 

 

 

4 dicas para melhorar o giro de estoque 

Depois de aprender a calcular os indicadores do giro de estoque, o próximo passo é usar o conhecimento para melhorar ainda mais a entrada e saída de produtos da sua empresa. Veja abaixo algumas estratégias que vão te ajudar no dia a dia. 

 

 

1. Acompanhe as vendas

É essencial identificar aqueles produtos que têm mais saída, e também os períodos do ano com sazonalidade de determinados itens. Isso ajuda a manter um estoque mais eficiente, conforme a demanda de compras. 

Nesse caso, uma boa dica é monitorar os dados da operação com frequência e analisar tendências de consumo, evitando investir em itens que não têm procura e garantindo a compra daqueles que farão sucesso. 

 

 

2. Amplie a rotatividade

Fazer pedidos com o fornecedor com mais frequência em vez de armazenar muitos itens é uma forma de evitar que falte dinheiro em caixa e também que haja grandes perdas de mercadoria. 

Mergulhando nos números da empresa, como prazos de entrega e demanda de vendas é possível chegar em boas soluções, que promovam um giro saudável de mercadorias. Caso já tenha itens parados no estoque, promover campanhas pontuais pode ajudar a melhorar a rotatividade. 

 

 

3. Planeje-se para as datas comemorativas

As datas comemorativas do e-commerce, como o Natal, Black Friday e Dia das Mães costumam alavancar as vendas do varejo em todos os segmentos. Por isso, nesses períodos, é importante se preocupar com a quantidade de mercadorias disponível. 

A vantagem de conhecer a sazonalidade do seu negócio é poder se preparar melhor para se abastecer com os produtos certos e fazer girar o estoque sem que faltem ou sobrem mercadorias nessas épocas do ano.

 

 

4. Trabalhe com o mínimo de estoque possível
Quanto mais você conhecer sobre o giro de estoque, mais poderá otimizá-lo, a fim de trabalhar com o mínimo de estoque viável. Dessa forma, é possível economizar com armazenamento, evitar perdas e ter sempre aquilo que os clientes procuram.

 

👉 Leia também: Tudo sobre vender online pelo WhatsApp e redes sociais


Controle seu giro de estoque e alcance os objetivos do seu negócio

Viu só como o giro de estoque é importante para a saúde financeira da sua empresa?Ele é um cálculo muito simples, mas que permite otimizações importantes para manter seu negócio mais competitivo.

 

 

Soluções_Mercado_Pago


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados