Skip to content
Entre Crie sua conta

Rendimentos no Mercado Pago

Conheça a biblioteca

Conheça a biblioteca

Diga sim para tecnologia descomplicada

Conheça a biblioteca

O que é e como reduzir o Churn Rate com o pagamento recorrente

Mercado Pago: homem de óculos vestindo uma camisa social cinza sentado em uma mesa com laptop, canetas e caderno, analisando o Churn Rate.

Quem vende, quer cliente, certo?! Então, imagine a seguinte situação: o e-commerce da sua empresa tem uma grande movimentação diária e digamos que tenha conquistado dez novos clientes, mas infelizmente apenas oito continuaram a fazer compra. 

Essa situação é mais comum do que muitos imaginam e no mercado ela é reconhecida como “Churn Rate”, ou taxa de saída de clientes, no português, funcionando como um indicador valioso que pode oferecer insights cruciais sobre o desempenho da sua empresa.

Considerando o exemplo acima, pense que o Churn Rate da sua empresa seria de duas pessoas, representando uma taxa de 0,2% - que é muito mais do que um número, é um guia para otimizar a experiência do cliente, garantindo o sucesso sustentável no curto e longo prazo.

 

Por que é necessário se preocupar com o churn rate?

Compreender o Churn Rate é crucial para qualquer gestor de empresa ou e-commerce preocupado com o sucesso a longo prazo. Como dito antes, em termos simples, isso representa a taxa de saída de clientes. Mas por que isso é tão relevante? Pelo fato desse indicador conseguir mensurar  a capacidade da sua empresa em manter sua base de consumidores. 

Ou seja, manter esse índice o mais baixo possível é fundamental para assegurar que o volume de vendas não seja prejudicado. Afinal, quando a saída de clientes é frequente, é um sinal de que algo pode não estar indo bem no seu processo de vendas ou na experiência do cliente. 

E tem mais: ao se deparar com um Churn Rate elevada, é hora de olhar de perto para os fatores que podem estar gerando insatisfação entre seus clientes, podendo ser desde questões relacionadas ao atendimento ao cliente até a qualidade do produto ou serviço oferecido. Assim, ao identificar e corrigir esses aspectos, sua empresa não apenas mantém sua base de clientes sólida, mas também cria uma base para seu crescimento contínuo e aprimoramento.

Em outras palavras, cuidar do Churn Rate é cuidar da saúde e vitalidade da sua empresa.

 

👉 Omnichannel: guia completo da estratégia no e-commerce

 

Tipos de churn rate e como identificá-los

Compreender o Churn Rate vai além dos números; é um mergulho profundo para entender as motivações por trás das saídas de clientes. A verdade é que para desenvolver estratégias eficazes, é essencial compreender os motivos que levam à saída  de clientes. 

Por falar nisso, existem diferentes tipos de Churn Rate, de acordo com as razões que levaram o cliente desistir da sua compra. Veja:

 

  • Churn Rate Voluntário: este tipo ocorre quando os clientes optam conscientemente por encerrar o relacionamento com sua empresa seja por motivo de mudanças nas necessidades do cliente, insatisfação com produtos ou serviços, ou até mesmo atração por ofertas concorrentes.

  • Churn Rate Involuntário: aqui, os cancelamentos são motivados por eventos fora do controle do cliente, como falhas no serviço, problemas de entrega ou mudanças inesperadas nas condições contratuais. Um exemplo claro de churn involuntário são as interrupções no serviço devido a problemas técnicos recorrentes.

  • Churn Rate Negativo: este tipo é um indicador positivo, representando clientes que deixaram de comprar para, posteriormente, retornar. Pode ocorrer quando há uma insatisfação temporária resolvida por melhorias ou ofertas especiais.

🤔 E como calcular o Churn? 

 Cálculo base da Churn Rate (CbCR) 
 CbCR = (Clientes Perdidos ÷ Total de Clientes por Mês) x 100 

O cálculo da taxa de cancelamento é muito simples. Ele calcula a proporção entre os clientes perdidos e o total de clientes, multiplicando o resultado por 100 para expressar essa relação como uma porcentagem. Então, para isso, basta dividir o número de clientes que cancelaram, encerraram suas assinaturas ou deixaram de fazer negócios com sua empresa durante um determinado período, pelo total de clientes que tinha no início do período analisado. 

Por exemplo, se você tinha 100 clientes no início do mês e perdeu 10 clientes durante esse mês, o Churn Rate seria de 10%.

 

Como reduzir o churn rate de sua empresa com o pagamento recorrente

Se o churn da sua empresa está alta,  é essencial pensar na sua redução como prioridade estratégica. Afinal de contas, para manter sua empresa em funcionamento é essencial que ela continue vendendo, não é mesmo?! 

Neste caso, pensar em algumas ações pontuais pode fazer a diferença, como o uso de alguns meios de pagamento inovadores, como o pagamento recorrente, que podem desempenhar um papel crucial nesse esforço, ajudando a fidelizar os clientes de maneira eficaz.

Com o pagamento recorrente, por exemplo, sua empresa se mantém tecnicamente escalável. Aliás, ao estabelecer uma programação de recebimentos regular, poderá ter uma visão clara e precisa das entradas financeiras, melhorando o planejamento e gestão de recursos.

Confira algumas vantagens que a estratégia de pagamento recorrente pode oferecer:

 

1. Mais facilidade e conveniência

Pagamentos recorrentes oferecem conveniência aos clientes, eliminando a necessidade de realizar transações manuais repetitivas. Isso simplifica o processo de pagamento, reduzindo potencialmente a fricção e tornando a experiência do cliente mais agradável.

 

2. Previsibilidade financeira

Para os clientes, pagamentos recorrentes oferecem previsibilidade financeira. Eles sabem antecipadamente quanto será cobrado e quando, facilitando o planejamento financeiro e proporcionando uma relação transparente entre sua empresa e seus clientes. E para sua empresa, essa previsibilidade, também é um indicativo de diminuição da inadimplência.


3. Mais incentivos e descontos

Modelos de pagamento recorrentes abrem portas para implementar programas de fidelidade, descontos e incentivos. Clientes que permanecem por longos períodos podem ser recompensados, fortalecendo a lealdade e incentivando-os a continuar escolhendo seus produtos ou serviços comercializados em sua empresa. 

 

4. Acesso contínuo a atualizações e melhorias

Pagamentos recorrentes muitas vezes garantem aos clientes acesso contínuo a atualizações, melhorias e novos recursos. Isso cria uma percepção de valor contínua, mantendo os clientes engajados e satisfeitos ao longo do tempo.

 

5. Cancelamento facilitado

Surpreendentemente, um processo fácil de cancelamento pode impactar positivamente a satisfação do cliente. A transparência e facilidade no cancelamento transmitem confiança, demonstrando que a empresa valoriza a escolha do cliente.

 

seta2 É importante ressaltar que contar com uma solução de pagamento recorrente robusta, como a oferecida pelo Mercado Pago, é essencial para otimizar essa estratégia. Com o Mercado Pago, você obtém benefícios adicionais, como segurança nas transações, integração simplificada, ampla aceitação de diferentes métodos de pagamento, além de uma interface amigável e intuitiva tanto para os gestores quanto para os clientes. 

E tem mais: essa solução confiável é um aliado valioso na busca pela redução do Churn Rate e na construção de relacionamentos duradouros com seus clientes.

 

Reduza o churn rate da sua empresa e fidelize mais clientes!

A compreensão aprofundada do Churn Rate é essencial para o sucesso empresarial, mas apenas isso não basta. Também é de grande relevância identificar as razões por trás das saídas de clientes a fim de implementar ações que ajudem a reverter este tipo de perda. 

E por falar em ações, o pagamento recorrente emerge como uma importante estratégia para a redução dessa taxa. Afinal, ao oferecer conveniência, previsibilidade financeira, incentivo, entre outros, esse modelo de cobrança não apenas simplifica a gestão financeira, mas também fortalece a lealdade do cliente, mantendo a estabilidade financeira da sua empresa. 

 


💡Leia também: 

Por que oferecer outros métodos de pagamento em cobranças recorrentes?

Como tornar sua empresa uma máquina de venda recorrente

O que fazer e o que não fazer em pagamentos recorrentes

Assinaturas digitais: 3 maneiras de fazer cobranças

Diversifique seu empresa com a cobrança recorrente Mercado Pago

 

Melhore a previsibilidade financeira da sua empresa com o pagamento recorrente

 


Escrito por:

assinatura_equipe

Artigos relacionados